Leitura Dinâmica

Já imaginou conseguir estudar apenas o que vai cair na prova?

Quem cursa Direito sabe que as matérias são extensas e possuem muitos detalhes que são importantíssimos e que devem ser memorizados e aprendidos. Para obter êxito, o estudante se priva do contato com a família e amigos e se sacrifica na busca de um bom rendimento.

Para conseguir bons resultados, se fazem necessárias várias horas de estudo e concentração. O que muitos não sabem é que apesar de estarem estudando bastante, podem não atingir o resultado desejado por não estudar da maneira correta.

Através da leitura dinâmica, você conseguirá estudar mais, durante menos tempo e com mais qualidade, podendo memorizar as matérias com mais facilidade e usar o conhecimento adquirido no momento necessário.

A técnica da leitura dinâmica consiste em ler e memorizar mais rápido o que se estuda, dessa forma, você terá mais tempo para a família e para outras atividades, como, inclusive, estudar mais.

Os nossos olhos são a janela do nosso cérebro, este por sua vez responde aos estímulos que recebe, se você lê de uma forma lenta, tem enviado estímulos em baixa velocidade ao seu cérebro, e este vem respondendo de forma igualmente lenta.

Ao ler linha por linha (da esquerda para a direita), os nossos olhos fazem pequenos “saltos” dentro do globo ocular, o que cansa a nossa mente e desestimula o estudo por horas seguidas. A técnica da leitura dinâmica condiciona os nossos olhos a fazerem menos “saltos”, uma vez que não leremos mais linha por linha e sim a partir de grupos de palavras.

Outro problema das pessoas que leem mais lentamente é a subvocalização. Ao ler, as pessoas praticamente ditam o texto com as cordas vocais, como se lessem em voz baixa. Em casos mais extremos, se percebe inclusive a movimentação dos lábios. Lendo dessa maneira, o leitor se torna mais propício à distrações e o exercício da leitura perde sua eficácia.

O único meio para se adquirir velocidade de leitura é o treino e a prática. Algumas pessoas utilizam uma técnica chamada skimming que trata-se de saltar partes do texto que são menos relevantes enquanto procura dicas do significado do texto. Leitores assíduos da internet, geralmente utilizam essa técnica até mesmo sem perceber, pois na rede mundial de computadores as informações praticamente “voam” e a procura por informações alternativas é muito grande.

Comece medindo quantas palavras você consegue ler dentro de um minuto, escolha um livro que lhe agrade e leia ao menos 5 páginas enquanto conta o tempo com a ajuda de um cronômetro, verifique o tempo obtido e anote. Após isso, configure o cronômetro para 1 minuto e inicie novamente a leitura da forma habitual como você lê, quando chegar a 1 minuto, pare a leitura e marque com um lápis o ponto onde parou. A partir daí, conte quantas linhas foram lidas dentro do intervalo de 1 minuto. Suponhamos que uma linha tenha em média 6 palavras e dentro de 1 minuto você leu 20 linhas: 20 x 6 = 120 palavras por minuto.

A partir disso, tente se acostumar a ler cada vez mais rápido, não se esquecendo de certificar-se que está compreendendo o que lê. Com o tempo, vá fazendo o teste de 1 minuto periodicamente e verás que a média de palavras lidas pro minuto irá aumentando cada vez mais, simultaneamente, o cérebro receberá estímulos cada vez mais velozes e sua capacidade raciocínio será maior.

Com a prática, você poderá utilizar a técnica do Salto Duplo que consistirá em ler duas linhas de um texto ao mesmo tempo. Percebe-se que músicos tem maior facilidade com essa técnica.

No salto duplo, você não lerá de fato as duas linhas ao mesmo tempo, mas ao passar os olhos sobre as duas linhas de cada vez, você irá procurar o sentido do que está lendo e irá fazer isso a cada grupo de duas linhas. Essa técnica é uma variação do skimming. Nesse momento você perceberá que está lendo com o dobro ou o triplo da velocidade com que lia antes e ao mesmo tempo perceberá que memoriza muito mais rápido as informações.

Continue praticando e aperfeiçoando as técnicas.

Bons estudos.

Jurisdictum.